Imprima sua Nota Fiscal

TRANSPLANTE DE CABELO

Experiência e tecnologia de ponta

DR

Dr. João Mansur especialista em dermatologia e em cirurgia plástica, Pós Doutorado na Universidade da Califórnia com 40 anos de experiência em transplante de cabelo e sua filha Dra Leonora Mansur cirurgiã plástica se mantém atualizados.

LEONORA MANSUR - LAS VEGAS

Dra. Leonora na ISHRS – International Society of Hair Restoration Surgery em Las Vegas – 2016

Quais são as técnicas de transplante?

O principio básico do transplante é um só: transferir os folículos pilosos da parte posterior e das laterais da cabeça (zona doadora) para a área de rarefação de pelos (receptora). Os cabelos afloram na superfície da pele em “moitinhas” com um a três pelos, que têm o nome técnico de  “unidades foliculares”.  Todo transplante ocorre em duas etapas:

1ª Etapa: COLETA das unidades foliculares da zona doadora por FUE ou por FUT.     .

2ª Etapa: COLOCAÇÃO das unidades foliculares na zona receptora independente do modo de como elas foram coletadas (FUT ou FUE).

TÉCNICAS DE COLETA DO CABELO NA PARTE DE TRÁS DA CABEÇA

1. FUT (faixa)

Uma faixa de couro cabeludo com mais ou menos 1,4 cm x 16 cm é retirada da parte posterior da cabeça e o couro cabeludo é suturado. A partir desse momento duas equipes passam a atuar: uma equipe fragmenta a faixa em unidades foliculares,  enquanto a outra implanta as unidades foliculares na zona receptora (figura abaixo). Vantagem: 100% dos cabelos da faixa são aproveitados.

2. FUE

FUE significa “Follicular Unit Extraction”, (retira unidade folicular individualmente, uma a uma). Cada unidade tem de 1 a 3 fios. Consiste em retirar salpicadamente mais de mil unidades foliculares na parte de traz e lateral da cabeça, usando um tubinho  de 0,7 mm de diâmetro, operado por um motor rotativo ou então por um  robô. Como  estas unidades foliculares  não nascerão mais na zona doadora, a retirada fica limitada a 20 por cento dos cabelos da região, caso contrário a zona doadora ficaria com pouco cabelo.

Por ser uma tecnologia de obtenção de unidades foliculares mais recente, FUE é muito badalada, dando a impressão de que ela é a melhor, mas cada técnica tem as suas vantagens e se complementam.

transplante

3. FUT + FUE em um mesmo paciente.  Aproveita a vantagem das duas técnicas. Podem ser realizadas separadamente, uma depois a outra, ou juntas, em um só procedimento. 

FUT  aproveita 100% dos folículos, deixando uma maior reserva de folículos para o futuro, o que é importante, quando a área a ser transplantada é grande ou ainda não definida em pacientes jovens e as unidades foliculares do FUT são mais robustas.  

VANTAGENS E DESVANTAGENS DO  FUE  E  DO  FUT

  1. Com o FUT + FUE a soma da quantidade total de unidades obtidas terá sido muito maior nos pacientes que fizeram apenas o FUE.

Os cabelos retirados não nascem novamente onde eles foram removidos. No FUT  100%  das  unidades foliculares da faixa são aproveitadas, enquanto no FUE apenas 20% dos cabelos da região doadora podem ser retirados, caso contrário, ela ficará com pouco cabelo. Por exemplo,  somente 200 unidades seriam aproveitas se fossem retiradas  na região de uma faixa de 1200 unidades de FUT.  FUE toma uma área muito maior do que a do FUT para obter a mesma quantidade de unidades foliculares. alguns paciente podem fazer 2 sessões de FUT (faixa) com 1.500 unidades foliculares cada e depois ainda podem fazer FUE, mas se optar pelo FUE na primeira vez,  aquela área doadora com falhas não é mais adequada para fazer FUT (faixa).  Como o FUT (faixa) deixa uma reserva de cabelo  para mais e mais sessões de transplante no futuro, e FUT é mais indicada para pacientes de calvície extensa ou jovens cuja calvície ainda não se definiu e pode vir a aumentar e necessitar de muito cabelo no futuro.

  1. Com FUE é possível implantar mais unidades por cm2, mas isto só é importante na frente

Como as unidades foliculares obtida por FUE  são mais magras por não possuir tecido ao redor, é possível implantar os cabelos mais próximos uns dos outros. Isto é importante apenas na frente,pois se consome muitas unidades.

 

  1. Com FUE é possível coletar cabelo em regiões onde não é possível retirar a faixa: como na lateral da cabeça e na barba.

 

  1. A cicatriz do FUT 

A cicatriz do FUT não é fator impeditivo, primeiro porque se for tomado o cuidado de  fazer a incisão paralela aos cabelos a cicatriz ficará muito pouco perceptível e segundo, a cicatriz   pode ser camuflada com tatuagem capilar ou  com transplante de cabelos obtidos por FUE.

  1. FUT é muito mais rápido: duração da cirurgia de 1500 unidades por FUT é de +- 4  horas e a do FUE é de 7 horas.

No FUT vários profissionais trabalham simultaneamente na coleta e implantação, porque as unidades foliculares são obtidas da faixa por uma equipe de técnicos trabalhando nos microscópios, fora do paciente.

  1. FUT não precisa raspar a zona doadora.

Dr. Jean Devroye, médico que inventou o principal instrumento de retirada das unidades foliculares do FUE, faz até hoje as duas técnicas (50% de cada) e diz que o FUT tem uma pequena vantagem a mais. Veja no vídeo traduzido:

Confira no Youtube. https://www.youtube.com/watch?v=HTWacNwmsZs .

Dr. Robert Neidbalski  também acha que FUE tem seus problemas especialmente na diminuição da reserva para futuras sessões:  https://youtu.be/mc5JiIKmSWU

Dr. Robert True faz uma síntese das duas técnicas: https://youtu.be/N3Aa9n__5nA

TIPOS  DE  ANESTESIA

Pode ser só local, como em um dentista, ou local com sedação na veia feita por anestesista. Na anestesia local o paciente sente as picadas, mas uma vez anestesiado ela atua por 7 horas. Para pacientes idosos ou com algum problema de saúde e para pacientes ansiosos, recomendados fazer com sedação feita pelo anestesista. Eventualmente empregamos a anestesia geral quando fazemos a retirada de cabelos do corpo ou da barba para implantar na cabeça.

Transplante capilar com ROBÔ

O robô é um modo caro e complexo para fazer uma coisa que o ser humano faz com facilidade, que é a retiradas das unidades foliculares de FUE.  O robô não faz a parte mais trabalhosa que é a implantação das unidades foliculares na parte da frente. Ele se limita a cortar as unidades na parte de trás da cabeça pela técnica de FUE, que depois ainda necessitarão ser retiradas manualmente com uma pinça. Qual a vantagem do robô se com ele o tempo de cirurgia acaba ficando mais longo.

TABELA

ROTINA DO PROCEDIMENTO

O Pré Operatório: o paciente deve enviar o nome completo para que possamos solicitar os exames pré-operatórios.  Estes exames devem ser enviados para avaliação com antecedência.

A Cirurgia: Paciente deverá chegar na véspera da data agendada, descansar bem no centro cirúrgico e estar na clínica em jejum as 7h:30 com acompanhante. Normalmente a alta hospitalar ocorre às 17 hs. Embora o paciente possa viajar no mesmo dia, recomendamos que, se possível, viaje somente no dia seguinte. Não tem curativo.

RECUPERAÇÃO

O soro injetado na zona receptora tende a descer para a testa e para os olhos entre o terceiro e o quinto dia de pós operatório. No FUT poderá haver um pouco de desconforto na parte de trás nos primeiros três dias e os pontos podem ser retirados com 7 dias. Os furinhos do FUE cicatrizam em uma semana.

PREÇO

O preço de uma sessão de transplante varia de acordo com o tipo de anestesia. Pode ser com anestesia local (igual a do dentista) e com anestesia local + sedação, feita na veia, pelo anestesista. Vide o item anestesia. Não depende da técnica e depende pouco do tamanho da área a ser transplantada.

Este valor pode ser dividido em até 12 vezes no cartão de crédito, com um pequeno acréscimo. Por exemplo: R$ 10.000,00 divididos em 10 vezes, prestações de R$ 1.050,00.  Nossa nota fiscal pode ser abatida no imposto de renda como despesa médica.

Dependendo do cabelo do paciente, o preço em geral cobre uma sessão onde colocamos de 1.600 a 1.800  unidades de FUE e ou de 2.000 a 2.500 unidades quando empregamos FUE + FUT combinados na mesma cirurgia.  O paciente pode escolher se deseja fazer só o FUE ou a Técnica combinada. Mais do que esta quantidade é praticamente inviável em um mesmo dia.

Faça a seguinte conta: uma hora tem 3.600 segundos, assim, um eventual transplante com 3.600 unidades demoraria uma hora se o médico conseguisse retirar e colocar uma unidade em um segundo, o que é impossível.  Se ele gastar 15 segundos  para retirar e transplantar, o transplante desta quantidade demoraria 15 horas, o que é inviável para o paciente e para a equipe. O mais viável é fazer outra sessão posteriormente.

Os médicos

Dr. João de Souza Mansur é médico especialista em Cirurgia Plástica e em Dermatologia, pós graduado na USP, doutorado pela UFRJ, pós Doutorado pela Universidade da Califórnia em San Francisco, Professor Adjunto 4 da UFJF.  Faz transplante de cabelo desde 1977.  Dra Leonora Mansur é sua filha e Cirurgiã Plástica.

Onde a cirurgia é realizada

É realizada no centro cirúrgico do nosso hospital-dia em Juiz de Fora.  Aparelhado inclusive para anestesia geral, quando necessária. Vide em https://www.youtube.com/watch?v=AK5-2mfuKHI.

Localização

Juiz de Fora fica em Minas Gerais entre o Rio de Janeiro (2h:30 de carro) e Belo Horizonte (3h:30 de carro). Temos voos diários das companhias aéreas Gol e da Azul, que fazem conexão com o Brasil todo.

Hospedagem

O Hotel Constantino é bem luxuoso e fica em frente ao nosso hospital-dia. Os valores atualizados da diária podem ser consultados ligando: (32) 3229-9800 , mas a média diária para nossos pacientes é de R$ 167,00 a  R$ 200,00.  Existem outras opções de hotéis mais baratos, pois estamos no centro da cidade, porém o Hotel Constantino é o mais prático porque fica do outro lado da rua.

Para quem não mora na região, haverá necessidade de se hospedar no hotel por duas noites, pois o paciente deve chegar na véspera do procedimento e estar no centro cirúrgico às 7h:00. Será liberado às 18h:00.  Na manhã seguinte, o paciente já pode retornar a sua cidade.

Como Agendar

O agendamento pode ser feito por telefone (032) 3311-4477 ou pelo WhatsApp (032) 98501-0837. Envie seu nome completo para e aguarde contato para que possamos lhe enviar os pedidos de exames pré-operatórios. Os resultados podem ser enviados pelo WhatsApp também.

Afastamento do Trabalho

O  líquido anestésico injetado na cabeça tende a descer para a testa e para os olhos no terceiro dia, assim sendo, é possível retornar ao trabalho, mas com uma fisionomia estranha. Se o paciente lida com o público damos um atestado médico de 7 dias.

________________________________________________________________________________

ENVIE SUA FOTO PARA MAIS INFORMAÇÕES E ORÇAMENTO 

Whatsapp: 32 9 8501 0837

____________________________________________________________________________________________________

DÚVIDAS FREQUENTES

O cabelo multiplica?

Não, o cabelo é apenas redistribuído, retirando hastes de cabelo com suas matrizes de uma região doadora geneticamente marcada para não cair, como na região posterior da cabeça e transplanta-los para a zona de rarefação de cabelos. O cabelo não se multiplica, ele é apenas mudado de lugar. Não há regeneração das matrizes retiradas na região posterior da cabeça, mas a elasticidade do couro cabeludo permite a aproximação e sutura das bordas.

Porque o cabelo do transplantado não cai?

Temos a impressão de que cabelo é tudo a mesma coisa, mas não é. Cada cabelo é diferente do outro. Por exemplo, o cabelo da barba não é igual ao da sobrancelha: eles têm crescimento, formato e respostas a hormônios completamente diferentes.

Cada célula do nosso organismo tem um código genético hereditário próprio, isto é, independente das outras células. Cada fio de cabelo tem uma matriz composta por um conjunto de células com características hereditárias próprias, que a difere das matrizes dos demais fios de cabelo.

O transplante de cabelo dá certo porque está comprovado que as matrizes dos cabelos que vieram hereditariamente marcadas para não cair, mantém esta característica depois de transplantado, da mesma forma que um olho verde manteria a sua característica de cor se fosse transplantado para outro local. Se o cabelo da barba fosse transplantado para a sobrancelha nasceria cabelo da barba. A característica mantida é inerente à matriz do fio e não ao local.

Quais os procedimentos no pré operatório?

Na consulta inicial são solicitados exames de sangue. O paciente deverá consultar ou telefonar para o Anestesiologista que avaliará o resultado dos exames e entrevistará o paciente. No dia da cirurgia o paciente deve comparecer em jejum após a meia noite, podendo beber apenas água e os medicamentos pré operatórios, quando prescritos pelo anestesiologista.

Como é o pós operatório?

O paciente tem que sair acompanhado da clínica e não pode dirigir veículos naquele dia. O acompanhante passa a ser responsável pelos atos do paciente, porque, embora ele tenha a sensação de estar perfeitamente normal, seus reflexos estão diminuídos pela sedação. O paciente deverá ser levado diretamente para a sua casa ou hotel, onde deverá permanecer repousando até o dia seguinte. O travesseiro deve ficar mais elevado nas primeiras duas noites. A alta é mais ou menos às 15h:00 do mesmo dia.  Há necessidade de acompanhante.

Viagem curta  é  possível  no mesmo dia. A dieta após a cirurgia é livre, porém moderada.  Bebida alcoólica deve ser suspensa por 3 dias. Medicação: analgésico e antibiótico são prescritos pelo médico anestesista. Lavagem: A cabeça poderá ser lavada no dia seguinte com shampoo, porém sem esfregar a região transplantada até que haja integração dos transplantes. A água poderá ser a do chuveiro com jato fraco, na temperatura normal de um banho mais frio. Edema: O soro infiltrado juntamente com os anestésicos tendem a descer para a testa, podendo provocar um abaulamento (inchaço) que dura do terceiro ao quinto dia. Os pontos da área doadora são retirados no décimo dia pós operatório. São fáceis de serem retirados porque são como um alinhavo de bainha de calça.

Quanto tempo depois pode tomar finasterida?

No dia seguinte.

O transplante cobre a área da calvície como ela era antes ?

Não há como conseguir a mesma densidade de cabelo que existia antes, porque os folículos não se multiplicam, apenas são mudados de lugar.  Em cada sessão o mais próximo que conseguimos colocar é dois milímetros entre uma mudinha e outra. São necessários outras sessões para preencher melhor estes espaços e  para aumentar a densidade.  Após o transplante a pessoa passa a ter um aspecto muito mais jovem.

O que é finasterida? Depois do transplante convém tomar? Após quanto tempo?

Finasterida é um medicamento aprovado pelo FDA nos Estados Unidos e pela Anvisa. Ele bloqueia o local onde o hormônio masculino atua nas células da matrizes dos cabelos, impedindo ou diminuindo a queda. Normalmente é receitado por dermatologista .  O finasterida é uma complementação importante porque, em muitos casos, evita que a área de calvície estenda para a parte de trás, permitindo aproveitar  melhor as mudinhas, colocando-as mais próximas uma das outras.

Quais são os casos mais indicados para transplante de cabelo?

Quanto menor a área de calvície e quanto maior a área doadora na parte posterior da cabeça, melhor, pois assim poderemos concentrar mais os folículos na parte anterior. O cabelo ideal e aquele que tem a cor mais parecida com a cor da pele.

Quais são as restrições físicas após a cirurgia?

A partir do dia seguinte, tudo aquilo que não provoca dor pode ser realizado.
Restrições:

Freqüentar academia: 7 dias

Boné: não há restrição / Capacete:  15 dias

Trabalhar e dirigir: no dia seguinte, porém incha a testa por mais ou menos 5 dias.

Shampoo: no dia seguinte, desde que só esfregue muito discretamente a ponto de não sair sangue.